16 abril 2018

Descubra qual seu tipo de cacho e qual a melhor forma de cuidar dele.

Oi, oi amoras, tudo bem? Espero que sim!
Nosso assunto hoje é curvatura de cabelos, porém esse assunto vai muuuito além do A, B e C, mas ainda vou liberar um vídeo completinho para nos aprofundarmos um pouco mais nesse tema. No entanto eu conheço muita gente que tem duvidas sobre seu tipo de curvatura, então resolvi falar um pouco sobre o assunto de uma maneira geral e dar dicas de cuidados com os mesmo que também é uma duvida muito recorrente.



Aqui no blog tem bastante conteúdo que auxilia na hora de escolher a melhor hidrataçãonutrição e reconstrução para os cuidados com os fios, se quiser é só clicar nos links em destaques e dar aquela incrementada no seu cronograma capilar.

Mas antes de entrarmos no assunto vale ressaltar que a primeira coisa que vai interferir na saúde e beleza de seus fios é aceitar ele exatamente do jeito que ele é, combinado? Combinado!

Ja cansei de ouvir que cabelo liso é mais chic ou mais adequado para o ambiente profissional, que para ir a um evento mais sofisticado tem que escovar os cabelos. Mas entendo, por que ate outro dia não ter os cabelos lisos era um problema, porem cabe a nós nos emponderarmos e deixar bem claro que a ditadura do liso ja passou e podemos ostentar nossa juba seja em ambientes mais descontraídos aos formais sem a necessidade de alisar, assumindo assim não só nossa raiz mas também nossa ancestralidade e dar um adeus a chapinha. Lembrando que essa mudança tem que partir de cada uma, por que se é uma coisa que não somos é obrigada a nada rsrsrs... quer alisar, se joga amora, a unica regra que importa é a de se sentir feliz e confortável na sua própria pele.
Pensando nisso vou dividir com vocês algumas dicas para cuidados e manutenção de suas madeixas.

Corte ideal para o cabelo

Fonte: Google
Como falei acima, o primeiro passo para manter o cabelo lindo é gostar dele do jeitinho que é. Pensando assim podemos afirmar que volume não é ruim, é apenas uma de suas características, que os torna tão especial. Além disso muitos tem várias texturas ou seja são mistos, por tanto não confunda isso com ressecamento, scab hair ou outros problemas capilares.
Mas falando do corte a principal dica é; procure um profissional que entenda do seu tipo de cabelo, por que não é todo mundo que entende suas molinhas e um bom corte é essencial para que ele tenhas um bom caimento.

O cabelo muda muito ao longo da vida

Fonte: Pinterest
Muitas mulheres nasceram com cabelo bem menos definidos, e tiveram essa textura ao longo da infância e na vida adulta se queixam por que ele ficou *estranho*. Na verdade o que acontece é que o cabelo só é o permanente, após a primeira menstruação ou da gravidez e como não aprendemos cuidar dele corretamente o resultado é um cabelo com frizz, sem definição, sem brilho, nem liso nem cacheado e etc...
Invista em finalizadores que sejam mais indicados para sua curvatura, capriche na finalização fazendo fitagem amassando bem de baixo pra cima, conheça ele melhor e uma hora, vocês vão se entender.

Rotina de cuidados 

Fonte: Jessica Reis
Por sua forma ser em espiral, existe uma dificuldade do óleo chegar as pontas ou de distribuição dele e por isso é necessário mais hidratação. A rotina de lavagem fica a critério de cada uma, já que se o fio for  mais oleoso como os tipo 2, necessita de uma rotina mais frequente e os 3 e 4 por serem mais ressecados os espaços devem ser maiores. Água quente deve ser evitada já que ressecam muito o fio, dê preferencia a água de morna a fria.
No day after capriche na revitalização usando uma mistura de água com creme num borrifador ou soro fisiológico que é meu preferido para essa técnica, e assim colocar os cachos desalinhado no lugar. Uma boa umectação noturna com um óleo que goste (de origem vegetal tá) de preferencia extra- virgem é maravlhosoooooo.

Agora vamos falar sobre os tipos de curvatura:
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  • 2A
Possui uma leve ondulação nas pontas. Se usar um secador passa para o liso tranquilamente. O ideal é não usar nada oleoso pois os mesmo tem a tendência a pesar, e investir em finalizadores mais levinhos.
Não espere cachos nesse tipo de fio, mas para deixar as ondas mais marcadas o ideal é usar um gel ou mousses com alta fixação.
  • 2B
Esse  tipo de fio tem a raiz lisa e as ondas mais acentuadas no cumprimento e pontas. Não possui cachos formados, porém por ser um cabelo de fácil definição se for feita uma finalização bem caprichada pode surgir um cacho sim. Mesmo que precisem de produtos que não pesem esse tipo de fio pede produtos mais hidratantes por ter uma leve tendência a frizz.
  • 2C
Esse é encorpado, tem mais volume e o ondulado começa da raiz. As ondas são mais definidas e podem até formar cachos mais largos. Nesse tipo de curvatura, o óleo pode ser usado em maior quantidade porque ele é mais ressecado e propenso a frizz. O corte em camadas é ideal para valorizar ainda mais os cachos.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
  • 3A
Os cachos por serem mais largos podem ser facilmente confundidos com os feitos por babyliss e é fácil de modelar por ser bem flexível. Uma particularidade desse tipo de fio é que dependendo da finalização ele é diferente todos os dias. O finalizador ideal para ele é os que possuam óleo.
Sua oleosidade se concentra mais na raiz, por isso o ideal é que os shampoos sejam sem sulfatos ( caso queira saber o tipo de shampoo ideal para seu tipo de fio clique AQUI!) ou reveze com os normais e um co-wash (lavagem com condicionador limpante).
  • 3B
Por ser em forma de S, esse fio não é tão brilhante quanto o 3A e seus cacho mais apertado é mais ressecado.  Geralmente por ser mais definidos se curtos ficam mais encolhidinhos e tendem a perder mais essa definição quanto mais cumprido estiver.


  • 3C

Os cachos são mais apertados, com mais volume que os anteriores, mas com cachos mais abertos que o tipo 4. É um cabelo que define bem com uso de creme de pentear e dispensa uso de géis pois podem ressecar
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  • 4A
Esse tipo de crespo, tem cachos que parecem molinhas, quando estão molhados parecem 3C, porem quando secam ganham uma textura diferente e muito mais volume. Mas não se engane, esse tipo de fio pode parecer mais grosso porem sua textura é bastante fina e frágil, tornando-o assim mais  propensos a danos externos como, sol, vento e etc...
Esse cabelo aaaama manteigas e óleos pois os mantem hidratados e nutridos. Na lavagem o ideal é abolir o uso de shampoos, use um condicionador limpante se possível.
  • 4B
Esse crespo não segue um padrão definido, as vezes tem um angulo parecidos com um Z, firmes ou dobradinhos. O fator encolhimento faz esse cabelo perder quase 70% do seu cumprimento quando seco. Escovas para fitagem facilitam muito na hora de desembaraçar sem arrebentar os fios, que são finíssimos e precisam de hidratação constante.
  • 4C
Esse não segue um padrão, ele é livre e muda bastante. Pode ter fios finos, mais grossos e o é cabelo mais difícil de definir ( eu disse difícil, não impossível ok!), precisam ser bem estilizados para ganhar cachos mais formadinhos, porém é bem versátil e permite uma variedade de penteados.
Esse tipo de fio é muito frágil e precisa de constante cuidado para mante-los saudáveis e os óleos são ótimos aliados.


Então é isso amorinhas, me contem qual a curvatura de seus fios, quais cuidados tem com eles. Me contemmmm!!

Um beijinho com gosto de amora! Com Amor!

Carla Amora

10 abril 2018

Cronograma capilar - Receitas para reconstrução

Oi, oi amoras, tudo bem com vocês? Espero que sim, meus amores!
Nosso post de hoje é mais um da série de vídeo de cronograma capilar e nossa etapa da vez é a reconstrução, na verdade não vou me aprofundar muito no assunto por que já temos um post completinho sobre cada etapa e se por acaso não souber muito a respeito é só clicar AQUI!
Também temos receitinhas da etapa de nutrição e hidratação ambos linkados é só clicar e conferir, ta bom?



Bom como falo por aqui sempre, investir em um cronograma capilar é a forma mais eficiente de manter os cabelos lindos e saldáveis e o que é melhor serve para todas as curvaturas dos cabelos, não só os cacheados e crespos. Para isso basta somente ficar atenta as reais necessidades dos seus fios e realizar sua agenda de cuidados usando o que possui em casa.

Hoje vou dividir com vocês as minhas receitinhas mais queridas e eficientes para bombar a última etapa do cronograma capilar que devolve a as proteínas naturais dos cabelos que foram perdidas naturalmente devido aos agentes externos ou por uso de químicas, causando opacidade, quebra, queda e porosidades.

Para essa etapa do cronograma o ideal é apostar em produtos com pH baixo, que vão equilibrar o pH alto dos fios que estão pouco ou muito danificados. Se por acaso seus fios esteja muito danificados, a reconstrução deve ser feita uma vez por semana. Porém se você não se encaixa nesse quadro, aumente para a cada 15 dias pois o excesso desse tratamento pode resultar num efeito rebote (contrário) enrijecendo o fio o que pode ocasionar queda ou quebra. Vamos as receitinhas

Recupere a saúde do cabelo

  • 1 ovo
  • 3 colheres de sopa de leite integral
  • 3 colheres de máscara de hidratação concentrada
  • 1 colher de mel
  • 1 colher de azeite de oliva extra-virgem
Em um recipiente misture bem todos os ingredientes, com os cabelos secos aplique a mistura e deixe agir por 30 minutos. Após acabar o tempo de pausa enxague bem. em seguida lave os cabelos normalmente.


Saúde e beleza dos fios

1
  • 1 colher de sopa de gelatina incolor dissolvida em 100 ml água fervente
  • 3 colheres de sopa de máscara de hidratação de sua preferência
  • 1 colher de chá de glicerina líquida
Misture tudo em recipiente e aplique nos cabelos lavados previamente. Deixe agir por 30 minutos, enxágue e finalize como de costume.

2
  • 3 colheres de máscara concentrada de sua preferência
  • 1 ovo
Misture tudo e aplique nos fios enluvando bem. Deixe agir por 30 minutos e finalize como de costume.

Força, brilho e macies ao cabelo

  •  Leite integral
  • 2 colheres de mascara reconstrutora 
  • 1 colher de sopa de queratina líquida
  • 1 borrifador
Com os cabelos secos, borrife a misturinha na extensão do fio sem contato com a raiz. Deixe agir por 20 minutos e siga sua rotina de lavagem normalmente.



Força e saúde

  • 1 colher de sopa de argila branca
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã
  • 3 colheres de sopa de mascara concentrada de sua preferência
Misture bem, aplique mecha a mecha com cabelo lavado e deixe agir por 40 minutos. Enxague e finalize, condicione como de costume.


Reconstrução ácida

  • queratina líquida ou em gel
  • máscara reconstrutora de sua preferencia
  • vinagre de maçã
Com os cabelos lavados com shampoo, aplique a queratina em todo cabelo. Aguarde 5 minutos e sem enxaguar aplique por cima da queratina aplique a máscara reconstrutora. Deixe o tempo de pausa indicada na embalagem da hidratação.
passado o tempo de pausa enxague e com o auxilio de um borrifador, aplique o vinagre de maçã em toda extensão dos fios. Aguarde 5 minutos, enxague bem, condicione e finalize como de costume. 

Cabelos danificados e sem brilho

  • 4 colheres de sopa de vinagre de maçã
  • 100 ml de água 
  • 5 gotas de limão
Misture tudo e com o auxilio de um borrifador, aplique em todo cabelo após a máscara. Aguarde 15 minutos, enxague bem para retirar todo excesso da solução, condicione e finalize como de costume.


Então é isso amoras, espero que tenham gostado. Me contem nos comentários se ja conheciam as receitinhas, se fariam e se gostarem muito me contem que trago muitas outras dicas que super funcionam.

Um beijo com gosto de amora e até a proximaaaa! Com Amor!

Carla Amora



27 fevereiro 2018

RECEITA DE ACIDIFICANTE CAPILAR/ TODOS OS TIPOS DE CABELO- Combata o sca...

Oi, oi amoras, tudo bem! O nosso post de hoje eu ensino a fazer uma acidificante babadeiro que vai salvar seus fios e dar aquela potencializada na sua reconstrução.


O que é acidificante? é um creme com enxague, semelhante a um condicionador, que você aplica nos fios e enxágua depois de uns 2-3 minutos com o intuito de selar as cutículas dos fios por meio de equilíbrio do Ph.
Pra que serve? O acidificante serve basicamente para “acidificar” o cabelo, falando mais precisamente, reduzir seu PH. Entenda: nosso cabelo tem Ph em torno de 5,5 que já é um Ph ácido (menos que 7 é ácido, 7 é neutro e maior que 7 é alcalino), mas quando lavamos o cabelo com shampoo, ele eleva o Ph do cabelo, para que as escamas se abram e elas possam penetrar – o shampoo tem Ph por volta de 4 ou 5!! Só que cabelo com Ph alcalino/alto é igual cabelo com escamas abertas, e cabelos com escamas abertas perdem seus nutrientes e não conseguem reter nenhum tratamento. É onde entra o acidificante, regulando esse Ph, fazendo ele voltar a ser ácido e com isso fechando/alinhando as cutículas. Os acidificantes normalmente tem Ph menor que 3.




Quando eu comecei usar acidificante me parecia muito lógico que seu uso devia ser feito no final de tudo, afinal o função dele seria para selar as cutículas, logo no final parecia o mais correto. Como o cabelo vai receber o tratamento com as cutículas seladas, certo? ERRADO!  Nem tudo que parece certo na teoria funciona na prática.
O acidificante deve ser aplicado antes da máscara, logo após o shampoo! Desse modo ele age fechando as cutículas, deixando o fio similar a um cabelo saudável, e quando for introduzido o tratamento ele não vai escorrer pia a baixo como aconteceria num cabelo com as cutículas abertas.
Mas você ainda não esta convencida, achando que o cabelo vai estar selado e o tratamento não vai penetrar, correto? Veja bem: o termo “selar as cutículas” é meio exagerado, as cutículas se alinham para baixo, se mantendo juntinhas e fechadinhas, mas elas não estão seladas, estão fechadas! O tratamento penetra normalmente, caso contrário somente cabelos muito danificados, com as cutículas abertas, poderiam receber tratamento. Em qualquer outro cabelo mais saudável, com as cutículas fechadas, esse tratamento não penetraria. Entende?

Dito isto ficamos combinadas que o mais correto é aplicar o acidificante ANTES da máscara de tratamento (mais precisamente a de reconstrução, que é com que o acidificante mais combina), mas isso não quer dizer que você não possa aplicar mais um pouco de acidificante depois de tudo pra dar aquele toque final. Nesse caso nem necessita deixar agir, só aplicar e remover.
De quanto em quanto tempo usar? Essa parte é mais complexa porque varia muito do estado do cabelo! Veja só: um cabelo elástico, poroso, que acabou de passar por uma descoloração e esta praticamente desmanchando, precisa de mais acidificante que os outros (assim com de reconstrução). Então essa pessoa vai fazer muitas reconstruções e pode usar o acidificante em todas elas. Isso no início! Não devendo ultrapassar uma vez na semana.
Já cabelos danificados tipo os meus, agradecem seu uso a cada 15 dias. Cabelos levemente danificados a cada 30 dias. Aí vai do bom senso e experiência de uso de cada um, afinal cada cabelo tem sua particularidade e vontade própria.



Então é isso amoras, espero que tenham gostado, me contem nos comentários se já usaram acidificante, se conheciam, me conteeeem.
Um beijo com gosto de amora e até a próxima!

Carla Amora